PATROCINADORES

Setor de aço pede conversa com Trump para excluir Brasil de tarifa

Representantes das siderúrgicas pediram ao presidente Michel Temer que entre em contato por telefone com o presidente dos EUA, Donald Trump, para negociar diretamente a exclusão das empresas brasileiras da tarifa de importação de aço do país. Na terça-feira (20), em um encontro com Temer, o setor apresentou uma série de justificativas do porquê o Brasil deveria ser retirado das medidas. “Apesar do Brasil ser o segundo maior exportador de aço para os Estados Unidos, 80% cento disso é reprocessado lá. Não roubamos emprego, somos parte da cadeia”, disse Alexandre Lyra, presidente do conselho diretor do Instituto Aço Brasil (IABr). “Ao mesmo tempo, o Brasil é o maior importador de carvão mineral dos EUA, então existe esta complementariedade”, afirmou Lyra.

Por que é importante

O Brasil busca soluções depois que Trump anunciou que os EUA irão impor taxas de 25% sobre as importações de aço e 10% sobre as de alumínio. As medidas entram em vigor na sexta-feira (23)

Quem ganha

Empresas do México e Canadá, que não será impactadas com a taxação americana

Quem perde

As siderúrgicas brasileiras alertam que poderá haver sobra no mercado com as dificuldades de venda aos EUA

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 8 =

Pergunte para a

Mônica.