Document
PATROCINADORES

Secretário diz que país terá “sérias dificuldades” sem reforma

O secretário especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse nesta quinta-feira (9) que mantém a expectativa de que a reforma previdenciária encaminhada pelo governo será aprovada na Câmara ainda no primeiro semestre. Marinho, no entanto, alertou para os riscos de a proposta ser rejeitada ou então completamente desfigurada no Congresso, comprometendo a economia de mais de R$ 1 trilhão projetada para os próximos dez anos.

“As pessoas precisam entender que se o Brasil continuar como está e se não conseguirmos levar a cabo a reforma que estamos propondo, vamos ter sérias dificuldades a partir do segundo semestre”, destacou.

Por que é importante

O governo vê na reforma da Previdência um ponto de partida para o país voltar a ter um ciclo de crescimento sustentável

Quem ganha

A equipe econômica, se a Câmara aprovar o projeto dentro do cronograma estimado

Quem perde

O atraso na tramitação da proposta pode comprometer o Orçamento para o ano que vem

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.