Document
PATROCINADORES

Produção de peixes cresce 4,5% em 2018 e atinge 722 mil toneladas

A produção de peixes no Brasil cresceu 4,5% em 2018 em relação ao ano de 2017 e atingiu 722, 560 mil toneladas. Em números, esse crescimento representa um faturamento de R$ 5 bilhões. Segundo Francisco Medeiros, presidente da PeixeBR, associação do setor, esse crescimento de 2018 está relacionado ao bom desempenho dos produtores, sobretudo de tilápia – só no ano passado, a produção desse peixe foi de 400 mil toneladas. O Brasil é o quarto maior produtor de tilápia do mundo e gera 1 milhão de empregos diretos e indiretos. Mas poderia ser melhor. “Se não fossem os entraves que enfrentamos no setor, o crescimento seria maior, sem dúvidas. Algo em torno de 3 milhões de toneladas a mais”, explica Medeiros. Para Mauro Nakata, produtor associado à PeixeBR e presidente da Piscicultura Cristalina, empresa localizada no município de Fartura, interior de São Paulo, os problemas que dificultam o setor são os mesmos de sempre e antigos. “Precisamos de uma regulação mais clara para o setor, licitação mais ágil das águas, visto que pertencem à União, e a questão tributária, que afeta profundamente nossa produção e crescimento”, diz Nakata.

Se não fossem os obstáculos do setor, o Brasil seria o maior produtor de tilápia do mundo. Atualmente, perde para China, Indonésia e Egito. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (15) em São Paulo, durante evento de lançamento do Anuário PeixeBR da Piscicultura 2019. Participaram vários players do setor e o secretário da Pesca, Jorge Seif Júnior, que se comprometeu com as demandas dos produtores.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.