PATROCINADORES

Presidente do BNDES deu aval para aplicação suspeita do Postalis

O Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios, teve perda total na aplicação de R$ 109 milhões em cédulas de crédito imobiliário (CCIs) emitidas pela Mudar Master II Participações – entre 2010 e 2011. A informação consta no relatório da Operação Pausare, obtido pelo jornal Folha de S. Paulo. O fundo levou em conta pareces elaborados pela SR Rating, empresa de classificação de risco que pertence ao executivo. Conforme a Folha, o comitê responsável pela avaliação dos investimentos era formado por Rabello de Castro e outros três dirigentes. Para os investigadores, as análises eram repletas de elogios à Mudar, mas carentes de informações técnicas.

Por que é importante

Paulo Rabello de Castro é pré-candidato à Presidência da República pelo PSC

Quem ganha

A PF e o MPF, que apuram um esquema criminoso que prejudicou o Postalis

Quem perde

O presidente do BNDES é um dos alvos da Pausare. Ele prestou depoimento aos investigadores e teve os sigilos bancário e fiscal quebrados

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 1 =

Pergunte para a

Mônica.