PATROCINADORES

Presidente da Eletrobras cita dívida para defender privatização

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira, afirmou em entrevista ao Estadão/Broadcast, publicada neste domingo (11), que o principal objetivo para este ano é sanear as finanças da empresa e colocá-la de novo no jogo do setor elétrico. Ele defendeu a privatização e citou o tamanho da dívida da estatal como argumento. “Eu costumo dizer que uma dívida de R$ 4 bilhões aqui na Eletrobras custa mais ou menos R$ 400 milhões de juros por ano. Quando você for dormir hoje à noite pense assim: olha, a Eletrobras que o Wilson está dirigindo, só hoje, já pagou R$ 1 milhão só por um pedacinho da dívida, e quando acordar amanhã ele vai pagar mais R$ 1 milhão, e no carnaval vai pagar R$ 6 milhões. A pressa é um capricho que a gente tem de ter”, destacou Wilson Ferreira.

Por que é importante

A Eletrobras aprovou na última semana a venda de seis distribuidoras de energia elétrica deficitárias que eram consideradas um entrave para a sua privatização

Quem ganha

O presidente da empresa disse que o cenário econômico brasileiro está favorável para investidores

Quem perde

Políticos com influência dentro da estatal

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − três =

Pergunte para a

Mônica.