PATROCINADORES

Prefeito de São Paulo determina fechamento do comércio por 17 dias

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, assinou um decreto determinando o fechamento dos estabelecimentos comerciais da cidade por 17 dias seguidos, entre a próxima sexta-feira (20 de março) e o domingo (5 de abril), por causa da crise do coronavírus.

As exceções são padarias, farmácias, restaurantes e lanchonetes, supermercados, postos de gasolina e feiras livres. Mas há regras novas. Restaurantes e lanchonetes terão que manter as mesas distantes cerca de um metro umas das outras. Os estabelecimentos devem adotar uma rotina mais rigorosa de limpeza, oferecendo álcool gel para clientes e funcionários e informações sobre o Covid-19.

A restrição atinge apenas estabelecimentos que trabalhem com público. Vendas por telefone e on-line serão permitidas. Entregas domiciliares também, além de atividades internas, como balanços, inventários e pequenas reformas.

A medida complementa o decreto de estado de emergência assinado na terça-feira (17) por Bruno Covas. A capital paulista concentra até o momento o maior número de casos da doença no país (152), com três vítimas fatais.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.