Document
PATROCINADORES

Polícia Federal apura se Vale sabia de problemas em barragem

E-mails identificados pela Polícia Federal indicam que a Vale foi informada de problemas com sensores de barragem em Brumadinho (MG) dois dias antes da tragédia que deixou, até o momento, 150 mortos e 182 desaparecidos. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, as mensagens foram trocadas por funcionários da mineradora e da consultoria alemã Tüv Süd. Os engenheiros presos no dia 29 de janeiro foram confrontados pela PF sobre o teor do conteúdo. No depoimento, quando um deles foi questionado sobre “qual seria sua providência caso seu filho estivesse trabalhando no local”, afirmou que “ligaria imediatamente para seu filho para que evacuasse do local bem como que ligaria para o setor de emergência da Vale responsável pelo acionamento do PAEBM (Plano de Ação de Emergência para Barragens) para as providências cabíveis”, relata o jornal.

Por que é importante

Os e-mails obtidos podem levar a Polícia Federal a identificar os responsáveis pela tragédia

Quem ganha

A PF, que avança nas investigações

Quem perde

A Vale, se ficar comprovado que não tomou medidas para evacuar a área

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.