Document
PATROCINADORES

Passagens aéreas disparam por demanda e cenário macro

Os preços das passagens aéreas dispararam 33,86% em outubro por influência com o atual cenário macroeconômico, enquanto o setor começa a sentir um retorno dos passageiros após o hiato que a pandemia causou, uma demanda impulsionada pelo avanço das campanhas de imunização, isso é somado pela alta do dólar, aumento no preço dos combustíveis e a pressão inflacionária em 1,25% do mês, como apontou a última divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (10).

Esta é a segunda alta significativa após a variação de 28,19% de setembro. O item foi o segundo maior de impacto pessoal no índice, respondendo por 0,15 ponto percentual do IPCA. Enquanto isso, os combustíveis são o maior fator de pressão da inflação, em 3,21%. Em meio as incertezas sobre vistos e autorização para as vacinas em cada país ou blocos, a expectativa do turismo é que as viagens domésticas sejam valorizadas, já que metade da população brasileira se imunizou com a CoronaVac, imunizante aceito no consórcio Covax da Organização Mundial da Saúde (OMS), mas ainda em processo de avaliação em diferentes destinos internacionais.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.