Document
PATROCINADORES

Mourão diz que Forças Armadas deveriam ter agido antes na Amazônia

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta sexta-feira (4) que o governo demorou a acionar as Forças Armadas para atuar no combate ao desmatamento da Amazônia. “Fomos tarde demais”, disse durante o evento Retomada Verde, promovido pelo Estadão. Mourão afirmou também que em setembro as taxas de desmatamento e de incêndios florestais já deverão ficar abaixo da “média dos mínimos históricos”.

“No ano passado, quando nós terminamos a Operação Verde Brasil 1, que foi de combate às queimadas [com apoio das Forças Armadas], deveríamos ter permanecido no terreno com aquela força constituída, para entrar de cabeça no combate ao desmatamento. Não fizemos isso, fomos entrar tarde. Se a gente tivesse permanecido, hoje teríamos números muito melhores para apresentar “, afirmou o vice-presidente.

No fim do mês passado, em levantamento da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), 83% das pessoas entrevistadas disseram estar insatisfeitas com o trabalho de preservação da Floresta Amazônica. Os problemas na região afetam a imagem do Brasil no exterior, com riscos de comprometer relações comerciais. Também em agosto, a chanceler alemã Angela Merkel expressou dúvidas sobre a aliança comercial entre a União Europeia e o Mercosul, diante do avanço do desmatamento e das queimadas na Amazônia.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.