PATROCINADORES

Mercado vê alta maior do PIB após 20 quedas seguidas

Os economistas das instituições financeiras interromperam a sequência de 20 semanas consecutivas de queda da previsão do PIB para 2019. A perspectiva de crescimento da economia neste ano subiu de 0,81% para 0,82%. A projeção para a inflação foi reduzida de 3,82% para 3,78%. A estimativa para a cotação do dólar também caiu, de R$ 3,80 para R$ 3,75. O mercado manteve a expectativa de corte na taxa básica de juros (Selic), dos atuais 6,5% ao ano para 5,5% ao ano. As informações constam no boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (22) pelo Banco Central.

Por que é importante

A aprovação da reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara dos Deputados e a promessa do governo de apresentar um plano para estimular os negócios ajudam a melhorar as projeções sobre os rumos da economia

Quem ganha

Empresas e trabalhadores. Otimismo é fundamental para o país entrar num ciclo de alta do PIB

Quem perde

Inquilinos. A projeção para o IGP-M teve nova alta, de 6,56% para 6,63%

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.