PATROCINADORES

Justiça quer acelerar processos de recuperação judicial no Brasil

O Poder Judiciário prepara uma série de medidas para acelerar os processos de recuperação judicial no país. Reportagem publicada pelo Estadão neste sábado (25) revela que um grupo criado no âmbito do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), liderado pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Luis Felipe Salomão, vai propor a criação de novas varas regionais especializadas em recuperações judiciais. Atualmente, as varas comuns levam, em média, 567 dias para concluir a análise desses processos, contra 407 dias dos órgãos especializados – apesar de a legislação prever um tempo máximo de 180 dias. O grupo também vai sugerir a padronização de iniciativas que não são contempladas pela lei, como a mediação e a verificação prévia, para deixar o processo mais ágil.

Por que é importante

A demora na análise de pedidos de recuperação judicial coloca em risco os planos de reestruturação de várias empresas

Quem ganha

O ambiente de negócios do país, que sofre com a lentidão da Justiça

Quem perde

Companhias que pretendem utilizar o instrumento para fraudar seus credores

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =

Pergunte para a

Mônica.