PATROCINADORES

“Investigação é para confundir o eleitor”, diz Paulo Guedes

Paulo Guedes, guru econômico do candidato Jair Bolsonaro (PSL), negou ter cometido qualquer irregularidade em seus negócios com fundos de pensão patrocinados por estatais. Segundo a Folha de S. Paulo, o economista acusou o Ministério Público Federal (MPF) de agir com motivação eleitoral. “Causa perplexidade que, às vésperas da definição da eleição presidencial, tenha sido instaurado um procedimento para apurar fatos apresentados por um relatório manifestamente mentiroso. Resta claro que essa iniciativa é uma afronta à democracia, cujo principal objetivo é o de confundir o eleitor”, afirmou Guedes em comunicado.

Por que é importante

O MPF apura possíveis crimes de gestão fraudulenta ou temerária cometidos por Paulo Guedes

Quem ganha

A repercussão do caso beneficia Fernando Haddad (PT), rival de Bolsonaro na disputa presidencial

Quem perde

Guedes, obrigado a prestar esclarecimentos sobre os fatos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 5 =

Pergunte para a

Mônica.