Document
PATROCINADORES

FGV sinaliza interrupção do ciclo de quedas

A prévia de novembro do Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br), divulgada nesta sexta-feira (13) pela Fundação Getulio Vargas, sinalizou alta de 7,6 pontos no mês, para 151,4 pontos. Esse seria o primeiro avanço do indicador depois recuar por seis meses consecutivos. “Após acumular queda de 67 pontos entre maio e outubro e devolver 70% das altas do bimestre março-abril, o nível de incerteza volta a aumentar em novembro. A alta está relacionada à nova onda da covid-19 na Europa e nos Estados Unidos e às novas medidas restritivas, que põem em xeque as perspectivas sobre o controle da pandemia e a continuidade da recuperação econômica global e brasileira”, destacou Anna Carolina Gouveia, economista da FGV IBRE. “Em paralelo, os rumos das contas públicas para 2020 e 2021 continuam em aberto, principalmente sob risco de uma segunda onda da doença no país. Tais fatores levaram o IIE-Br novamente à casa dos 150 pontos”, acrescentou. O componente de Mídia subiu 7,4 pontos na prévia, para 133,4 pontos, maior nível desde agosto (143,5). O componente de Expectativas cresceu 8,0 pontos, para 202,3 pontos, também patamar mais alto desde agosto (202,6).

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.