Document
PATROCINADORES

FGV: Consumidor adota cautela após greve dos caminhoneiros

A Fundação Getulio Vargas divulgou nesta terça-feira (26) que o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) recuou 4,8 pontos em junho, ao passar de 86,9 para 82,1 pontos – o menor nível desde agosto de 2017 (81,4 pontos). Pelo terceiro mês consecutivo, o ímpeto para compras diminuiu, indicando a cautela dos consumidores com os gastos futuros. O indicador que mede a intenção de compras de bens duráveis recuou 3,8 pontos para 77,6. “A greve dos caminhoneiros do final de maio contribuiu para o aprofundamento da tendência de queda da confiança que se desenhava nos meses anteriores. Com perspectivas negativas sobre o mercado de trabalho, as famílias vão se tornando bastante conservadoras com os gastos, o que deve impactar negativamente o crescimento econômico no segundo semestre. Para compensar, o governo anunciou a liberação de recursos do PIS/PASEP, o que pode atenuar a onda de pessimismo das famílias brasileiras”, afirmou Viviane Seda Bittencourt, coordenadora da sondagem.

Por que é importante

A greve dos caminhoneiros paralisou o abastecimento de combustíveis, alimentos e insumos no país, prejudicando a atividade econômica e a confiança dos investidores

Quem ganha

Em ano eleitoral, políticos que apostam no desastre econômico para se apresentarem como salvadores da pátria

Quem perde

O crescimento do PIB

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.