PATROCINADORES

Etanol deve ser moeda de troca para Brasil escapar de taxas de Trump

Os Estados Unidos querem uma reavaliação da cota sobre etanol norte-americano implementada pelo governo de Michel Temer e o compromisso para que a China não faça triangulação de carregamentos de aço pelo território brasileiro para os EUA. Estas seriam as condições para o Brasil evitar a imposição de sobretaxas sobre aço e alumínio impostas pelo presidente Donald Trump, informou à Reuters nesta quarta-feira (28) o diretor de Comércio Exterior da Fiesp, Thomaz Zanotto.

Por que é importante

Pela decisão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), as importações de etanol sem tarifa são limitadas a 150 milhões de litros por trimestre, ou 600 milhões de litros por ano, por um período de 24 meses. Acima desses volumes, há a incidência de taxa de 20% e os Estados Unidos são grandes produtores de etanol

Quem ganha

Os EUA aproveitam a situação para discutir melhores condições para seus negócios

Quem perde

O setor sucroalcooleiro brasileiro deve ser impactado pela medida

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =

Pergunte para a

Mônica.