PATROCINADORES

Coworking estimula networking e novos negócios, mostra pesquisa

Pesquisa da Coworking Brasil, comunidade que dissemina a cultura de escritórios colaborativos no país, revela o perfil dos profissionais que buscam os espaços para trabalhar. Os coworkers são na maioria profissionais independentes, na faixa etária de 33 anos, com pós-graduação. Há igualdade na presença de homens e mulheres. O estudo mostra que 46,1% dos empreendedores trabalhavam em casa antes e 36,6% migraram de escritórios tradicionais. Entre os participantes, 65,5% pretendem continuar atuando nesse formato de local.

A avaliação dos coworkers é que os ambientes compartilhados melhoram o networking. Com a constante troca de experiências e acesso a uma ampla rede de pessoas, 73,2% apontaram ter aprendido algo novo com os demais e 71,5% deles aperfeiçoaram os contatos profissionais. Os usuários consideram também que, por receber profissionais de áreas independentes, o coworking é propício para fechar contratos. Um em cada três coworkers afirmaram ter feito novos negócios com parceiros que conheceram no espaço. Entre outros benefícios, 42,5% declararam que a rentabilidade financeira aumentou e 76,8% que o rendimento pessoal e profissional melhorou muito.

Por que é importante

Os escritórios colaborativos estão ganhando espaço na preferência dos empreendedores pelas facilidades que oferecem e também pelo custo financeiro mais vantajoso

Quem ganha

Os profissionais que souberam aproveitar as vantagens e conseguiram fechar novos negócios

Quem perde

Imobiliárias tradicionais que alugam salas privativas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + cinco =

Pergunte para a

Mônica.