PATROCINADORES

Coronavírus derruba confiança empresarial em março, mostra FGV

O Índice de Confiança Empresarial (ICE), divulgado nesta terça-feira (31) pela Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), caiu 6,5 pontos em março, para 89,5 pontos – em uma escala de zero a 200 pontos. A forte queda influenciada pelos impactos da pandemia do novo coronavírus fez o indicador recuar para o menor nível desde setembro de 2017 (88,5 pontos).

“Houve piora expressiva das expectativas em todos os setores, especialmente no comércio e em serviços”, destacou Rodolpho Guedon Tobler, economista da FGV IBRE.

“Segmentos que vinham evoluindo favoravelmente no ano, como a indústria e a construção, acusaram o baque e sinalizam redução do nível de atividade no mês. Enquanto persistirem os impactos da pandemia no país nos próximos meses, o cenário de confiança em queda deve se manter”, acrescentou Tobler.

O índice que retrata a situação corrente dos negócios (ISA-E) recuou 0,8 ponto em março, para 91,7 pontos. O Índice de Expectativas (IE-E) cedeu 14,9 pontos, a maior queda desde outubro de 2008, passando de 102,6 pontos para 87,7 pontos. O IE-E fechou abaixo do ISA-E pela primeira vez desde setembro de 2015.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.