Document
PATROCINADORES

Colômbia é aceita na OCDE; o Brasil, que vive crise, continua de fora

A Colômbia foi aceita na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).  O anúncio feito nesta sexta-feira (25) em Paris. O grupo, agora com 37 membros, reúne os principais países que se destacam na economia, dos quais apenas dois latino-americanos estavam na lista: Chile e o México. A Colômbia fechou o ano de 2017 com crescimento de 1,8%. Para entrar na OCDE, o país passou por 23 comitês, que analisam desde direito a trabalhadores como leis sobre propriedade intelectual.

Por que é importante

Países da OCDE gozam de maior confiança dos investidores externos. Isso resulta em empréstimos com menores taxas de juros e mais investimentos

Quem ganha

Os colombianos e o presidente, Juan Manoel Santos

Quem perde

O Brasil, que almeja há anos fazer parte do grupo dos países ricos. Mas, com baixo crescimento do PIB, cenário político e econômico de crise e rebaixamento pelas agências de classificação de risco, o país não foi aceito

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

  1. Trump permitiu entrada da Colômbia na OCDE , mas o Brasil não….apenas p não ter concorrência com nossa economia…foi único país q impediu entrada do Brasil no OCDE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.