PATROCINADORES

Após destaques, economia da reforma será R$ 70 bilhões menor

Para aprovar a reforma da Previdência na Câmara, o governo teve que ceder a alguns destaques, desidratando o projeto. Antes das mudanças, a projeção era que, em dez anos, a nova Previdência traria economia de R$ 900 bilhões a 920 bilhões. Com as modificações, o potencial caiu para R$ 820 bilhões a R$ 850 bilhões, segundo estimativa do economista Paulo Tafner.

Por que é importante

O texto-base da reforma da Previdência foi aprovado na noite de quarta-feira (10) por 379 votos a 131 na Câmara dos Deputados. O segundo turno da votação deve ocorrer no dia 6 de agosto

Quem ganha

Apesar da redução, a economia com a reforma ainda é maior do que os R$ 400 bilhões que se esperava economizar há cerca de dois anos

Quem perde

Segundo a Instituição Fiscal Independente (IFI), a reforma aprovada é insuficiente, no longo prazo, para manter as contas públicas equilibradas. A estimativa é que em cinco ou dez anos, o país precise discutir nova reforma

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =

Pergunte para a

Mônica.