PATROCINADORES

AGU cobra R$ 141 milhões de transportadoras por vias bloqueadas

A Advocacia-Geral da União (AGU) encaminhou ao STF uma relação com os dados de 96 empresas transportadoras que descumpriram decisão e não desocuparam vias afetadas pela paralisação dos caminhoneiros. Os valores cobrados em multas judiciais chegam a R$ 141,4 milhões.

Por que é importante

A pedido da AGU, o STF concedeu liminar para estabelecer penalidade de R$ 100 mil por hora a empresas que colocassem veículos para bloquear estradas ou permanecer em acostamentos de rodovias federais ou estaduais durante as manifestações

Quem ganha

O governo federal, que ataca o caixa dos grevistas. Os valores das multas variam entre R$ 400 mil e R$ 9,2 milhões

Quem perde

As transportadoras, que podem ter contas e aplicações financeiras bloqueadas e até penhora de bens para quitar o débito

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 5 =

Pergunte para a

Mônica.