PATROCINADORES

Temores e realização de lucros brecam altas sucessivas

O Ibovespa sofre uma retração de 1,46% nesta segunda-feira (11), aos 123.255 pontos. O dólar sofreu uma valorização de 1,61%, cotado a R$ 5,50 no encerramento, na quarta elevação consecutiva. O desempenho destoou do andamento da semana anterior, que acumulou altas na B3, mas seguiu como o segundo melhor resultado nominal da série histórica – perdendo apenas para os 125.076 da sessão de sexta-feira (8).

O resultado se deveu às incertezas políticas nos Estados Unidos e o avanço da pandemia, apesar das campanhas de vacinação. No Brasil, o fechamento das fábricas da Ford, a demora no início da a campanha e os recordes de infecções forçaram os investidores a realizar lucros, por temor que o quadro se deteriore.

Das cinco ações mais negociadas, três sofreram depreciação: Vale (-011%), preferenciais da Petrobras (-1,03%), Intermédica (11,05%), PetroRio (4,07%) e B3 (-4,29%). O volume negociado foi de R$ 35,6 bilhões.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − onze =