Document
PATROCINADORES

Ibovespa intensifica perdas após prisão de Temer; dólar dispara

O Ibovespa abriu o pregão desta quinta-feira (21) em forte queda, com o mercado repercutindo a entrega da proposta de reforma da Previdência dos militares, na quarta (20), e a prisão do ex-presidente Michel Temer. Às 12h53, o índice recuava 2,33%, aos 95.760 pontos, um dia após ter caído 1,55%. Com previsão de economizar R$ 10,4 bilhões em 10 anos, o projeto para as Forças Armadas foi considerado brando pelos investidores, que temem uma contaminação da discussão em torno das regras de aposentadoria para os civis. Setores contrários à reforma devem usar o texto para questionar a ideia de que a proposta combate privilégios. A queda da bolsa brasileira se intensificou depois da prisão de Temer, que deve desviar o foco do Congresso no momento em que a reforma previdenciária começa a ser discutida. Entre as cinco ações mais negociadas da sessão, apenas as da Vale operavam em alta: 0,51%. Os papeis preferenciais da Petrobras (-3,18%), Banco do Brasil (-3,19%), Itaú Unibanco (-2,59%) e Ambev (-0,94%) registravam queda. O dólar comercial subia 1,47%, negociado por R$ 3,82, depois de quatro recuos consecutivos.

Por que é importante

Com a queda acentuada, o Ibovespa retorna aos 95 mil pontos após rondar os 100 mil no início da semana

Quem ganha

As ações da Suzano registravam a maior alta do dia: 1,76%, cotadas a R$ 44,64

Quem perde

As ações da Lojas Americanas registravam a maior baixa do dia: -6,51%, cotadas a R$ 18,09

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.