Document
PATROCINADORES

Ibovespa fecha em queda pelo segundo dia seguido; dólar recua

O Ibovespa caiu pelo segundo dia consecutivo e se afastou um pouco mais do patamar de 100 mil pontos observado no início da semana. A bolsa brasileira fechou a quarta-feira (20) em queda de 1,55%, aos 98.041 pontos. O pregão foi influenciado pelo resultado da reunião do Federal Reserve (Banco Central dos Estados Unidos) e pela apresentação da reforma da Previdência das Forças Armadas. A decisão do Fed, de manter a taxa de juros de referência na faixa de 2,25% a 2,50% ao ano e descartar novas altas em 2019, agradou os investidores e fez com que o Ibovespa zerasse as perdas do dia, operando perto da estabilidade. O ânimo virou com a apresentação do projeto que altera o sistema de aposentadoria dos militares. O governo projeta uma economia de R$ 10,44 bilhões em dez anos – bem abaixo dos R$ 92 bilhões estimados inicialmente. As cinco ações mais negociadas do dia fecharam em baixa: preferenciais da Petrobras (-0,79%), Vale (-2,58%), Bradesco (-2,71%), Itaú Unibanco (-2,25%) e Intermédica (-6,63%). O dólar fechou no menor valor desde 28 de fevereiro. A moeda norte-americana registrou baixa de 0,61%, cotada a 3,76.

Por que é importante

Os investidores esperavam uma reforma da Previdência dos militares mais agressiva. O texto enviado pelo governo pode gerar resistência no Congresso e atrasar a tramitação da proposta dos civis

Quem ganha

As ações da CSN registraram a maior alta do dia: 1,40%, cotadas a R$ 15,90

Quem perde

As ações da Cielo registraram a maior baixa do dia: 2,97%, cotadas a R$ 10,79

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.