Document
PATROCINADORES

Ibovespa despenca 865 pontos no último minuto do pregão e cai 2,6%

Às 17h54, o Ibovespa caía 1,80% aos 82.525, em mais um dia de forte correção dos preços das ações, que tinham subido 11% em janeiro. Um minuto depois, às 17h55, encerrou o pregão aos 81.860 pontos, uma queda de 1,04% em apenas um minuto, fechando o dia com um tombo de 2,60%. Segundo Pedro Galdi, analista de investimentos da corretora Magliano, a queda reflete as notícias que indicam alta na taxa de juros nos Estados Unidos, que provoca uma aversão ao risco e leva os investidores a sair de bolsas rumo à renda fixa. “Em março, o juro nos Estados Unidos pode subir, o que indica que pode haver quatro aumentos, em vez das três que o mercado projetava”, diz Galdi. “E como não houve notícias muito positivas no Brasil, o investidor aproveita para realizar lucros.” A queda no último minuto, de acordo com Galdi, pode ter seguido essa tendência. “Um ou poucos investidores resolveram se desfazer de suas posições.”

Por que é importante

Segundo Pedro Galdi, a despeito da queda nos dois últimos pregões, tendência da bolsa brasileira ainda é de alta. “Os preços estão corrigindo após a alta de 11% do Ibovespa em janeiro, o que é normal. Mas ainda acho que o viés é de alta”

Quem ganha

As ações da Eletrobras subiram 1,17%, a maior alta do dia, cotadas a R$ 23,27

Quem perde

Ações da CSN caíram 5,11%, a maior baixa do dia, cotadas a R$ 10,22

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.