PATROCINADORES

Em janeiro, Ibovespa teve a 5ª maior valorização entre bolsas mundiais

Em janeiro, o Ibovespa teve valorização de 15,35% (em dólares). Foi a quinta maior alta entre todos os índices de bolsas do mundo – abaixo dos índices da Venezuela, Gana, China e Nigéria, segundo o banco suíço UBS. Ronaldo Patah, estrategista de investimentos do UBS Wealth Management, diz que a bolsa brasileira acompanha a valorização das bolsas de países em desenvolvimento. O fluxo de investimentos para bolsas desses países, mais de US$ 8 bilhões, é um dos maiores da história. “Há um movimento generalizado por conta do otimismo causado pelo crescimento sincronizado dos países desenvolvidos e em desenvolvimento, num ambiente global de juros baixos e inflação controlada”, diz Patah. “Para as bolsas, é um cenário muito bom.”

Outros motivos para a alta são a recuperação da economia – que abre perspectiva de crescimento do lucro das empresas –, e a condenação do ex-presidente Lula a 12 anos de prisão por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. “Nós recomendamos o investimento em bolsa para os nossos clientes no começo do ano e mantemos essa indicação”, diz Patah. “Os dados econômicos que já foram divulgados foram mais fortes do que o esperado e as perspectivas de aumento de lucro das empresas são muito boas.” De acordo com o UBS, o Ibovespa pode ultrapassar em breve o patamar de 90.000 pontos. “Se a reforma da previdência for aprovada e for eleito um presidente aberto às reformas, podemos revisar para cima essa projeção”, diz Patah.

Por que é importante

Apesar da alta na bolsa, Patah recomenda cautela para quem quer começar a investir em ações neste momento. “Ano de eleições costuma ter muita volatilidade nos preços. É preciso esperar um momento de correção para entrar no mercado e ter em mente que bolsa é um investimento de longo prazo”, diz

Quem ganha

Ações de empresas de consumo devem se beneficiar com a recuperação da economia brasileira, afirma o estrategista do UBS

Quem perde

Investimentos em renda fixa. A queda nos juros e a alta na bolsa tiram atratividade de investimentos como CDBs, papeis do Tesouro Direito ou DI

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − catorze =

Pergunte para a

Mônica.