Document
PATROCINADORES

Empresas com mobilidade interna retêm melhor seus talentos

De acordo com o Workplace Learning Report 2021 do Linkedin, 51% dos profissionais de T&D (Treinamento e Desenvolvimento) passaram a valorizar mais as contratações internas agora do que antes da pandemia. Todo ano, o relatório aponta as tendências de recursos humanos das empresas. Nesta edição, foi constatado que colaboradores com perspectiva de mudança de cargos e ascensão tendem a permanecer mais tempo na mesma organização.

Antes, quando a oferta de mobilidade interna era mais baixa, o tempo médio de permanência de um colaborador era de 2 anos e 9 meses. Em empresas em que a mobilidade é mais dinâmica, o profissional permanece por mais de 5 anos, em média. Com as mudanças forçadas decorrentes do home office e do isolamento social, as internas oportunidades surgiram e devem se manter por algum tempo.

O que os getores de T&D descobriram é que qualificar os profissionais já contratados pode ser bom negócio. Algumas das maiores companhias do mundo investiram milhões ou até bilhões – em seus funcionários. O JPMorgan Chase adicionou US$ 350 milhões ao seu plano de US$ 250 milhões para aumentar a qualificação de sua força; a Amazon está investindo mais de US$ 700 milhões para fornecer qualificação; a PwC está desembolsando US$ 3 bilhões para aumentar a qualificação de seus 275 mil funcionários nos próximos anos.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.