PATROCINADORES

Nº 87: guru imunizado; cepa atinge jovens; 2 mil casos na rede pública

Perigo entre os 18 e os 50 anos

Desde o surgimento da cepa amazônica, os especialistas foram unânimes em apontar um maior potencial de infecção, porém aos poucos descobrem que a doença pode ser contida com as vacinas disponíveis. Só que um novo risco se desenha contra o público entre 18 e 50 anos, justamente o que menos respeita o distanciamento social. Ainda que não exista um levantamento estatístico mais amplo, uma série de depoimentos aponta que há mais gente jovem adoecendo de forma grave. Ao longo da semana, infectologistas e intensivistas dos hospitais Emílio Ribas (SP), Santa Casa de Porto Alegre (RS), Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte (CE), e da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) alertaram para o novo problema. No Brasil, circulam quatro variantes do coronavírus: do Reino Unido, da África do Sul, de Manaus e do Rio de Janeiro.

Spray nasal inconclusivo

Enviados pelo governo brasileiro a Israel para acompanhar o desenvolvimento do spray nasal EXO-CD24, ainda em fase 1 de testes contra a covid-19, o chanceler Ernesto Araújo, os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Hélio Lopes (PSL-RJ), e integrantes dos ministérios da Saúde e da Ciência e Tecnologia não poderão circular livremente. O grupo tinha desembarque agendado para este sábado (6) e terá que ficar no hotel, só saindo acompanhados por autoridades locais. Eles devem seguir todos os protocolos sanitários do governo israelense. O país possui o melhor programa de vacinação do mundo e já imunizou com pelo menos uma dose do Pfizer 96% de seus quase 9 milhões de habitantes. Há pouco tempo, o chanceler Araújo fazia pouco do risco da pandemia, assim como o presidente Bolsonaro afirmava não querer nada que não tivesse sido testado antes. Israel procura parceiros para o financiamento conjunto do medicamento, que ainda não teve nenhum estudo preliminar publicado. Depois de surgirem críticas sobre o spray nasal, Bolsonaro passou a dizer que também buscava vacinas.

Dalai Lama vacinado

O líder espiritual budista tibetano Dalai Lama, de 85 anos, recebeu a primeira dose de vacina contra a covid-19 neste sábado (6). Ele e outras dez pessoas que vivem com ele no refúgio em Dharmsala, no norte da Índia, fora inoculados com a Covishield, nome oficial da vacina Oxford/AstraZeneca. Exilado desde 1959, quando fugiu do Tibete invadido pela China, o ganhador do Nobel da Paz de 1989 pediu às pessoas deixem os receios de lado e tomem a vacina.

Dois mil casos e 34 mortes na rede pública paulista

Volta às aulas presenciais na Escola Estadual Caetano de Campos, em São Paulo

A manutenção das escolas abertas em São Paulo desde 8 de fevereiro causa um debate inflamado. Desde então ocorreram 34 mortes por complicações decorrentes do coronavírus, sendo que 21 deles entre professores. Entre os estudantes, foi registrada uma morte em Campinas, no interior do estado. Os dados são do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). Desde o retorno presencial das aulas no estado, a entidade registrou infecções em 1.952 pessoas que atuam em 908 escolas da rede estadual pública de ensino de São Paulo. A rede pública estadual agrega 3,3 milhões de alunos. O Sindicato dos Professores de São Paulo (SinproSP), que reúne quem atua nas redes privadas, publica uma lista de escolas que possuem professores, funcionários e alunos infectados. Na atualização do final da noite desta sexta (5), havia casos em 231 estabelecimentos na cidade de São Paulo.

Paraguai em chamas

Protesto em Assunção, Paraguai, contra a falta de vacinas e atendimento para a pandemia

Com 166 mil casos, 3,2 mil mortes, cerca de mil pessoas vacinadas entre uma população de 7 milhões e falta crônica de medicamentos e insumos para enfrentar a pandemia, os paraguaios foram às ruas protestar, pedindo a destituição do presidente, Abdo Benítez, e seu ministros. Os enfretamentos com a polícia ocorreram no centro histórico da capital Assunção, na noite desta sexta-feira (5). Nem a queda do ministro da Saúde, Julio Mazzoleni, ainda pela manhã, refreou os ânimos. A noite terminou com um morto, 18 feridos e o presidente Benítez com um índice de aprovação abaixo de 30%. O Paraguai chegou a ser elogiado por ter contido a pandemia, mas a demora na chegada da Sputnik V para iniciar a vacinação é alvo de críticas, já que o sistema de saúde do país é precário.

Painel Coronavírus

Dados atualizados em 06/03/21 – 19h15

Vacinados

  • 291,9 milhões no mundo * (3,91% da população)
  • 10,17 milhões no Brasil * (4,81% da população)
    * Considerando as duas doses

Leitos de UTI

  • 86% de ocupação total em 26 estados brasileiros e no DF *
  • 100% de ocupação no Acre, Rondônia e Rio Grande do Sul
    * Não há uma contagem sistemática e centralizada dos leitos de UTI disponíveis nas redes pública e privada do país. O levantamento de MR é baseado nas informações veiculadas na imprensa

Casos confirmados
• 10.938.836 – acumulado
• 69.609 – casos novos
• 9.704.351 – casos recuperados
• 970.160 – em acompanhamento
• 5.205 – incidência por grupo de 100 mil habitantes

Óbitos confirmados
• 264.325 – óbitos acumulados
• 1.555 – óbitos novos
• 2,4% – Letalidade
• 126 – mortalidade por grupo de 100 mil habitantes

Fontes: Ministério da Saúde, consórcio de veículos de imprensa e Universidade Johns Hopkins (EUA) / Fiocruz

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − 3 =

Pergunte para a

Mônica.