Document
PATROCINADORES

R$ 1 bi no porto; Congonhas e Santos Dumont na pista; chega de reclamação

MONEY REPORT mostra as iniciativas liberalizantes e modernizadoras ao ambiente de negócios

Leilões e Concessões

Terminais em Santos podem atrair R$ 1 bilhão

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) publicou os editais e os anexos dos leilões para arrendamento dos terminais STS 08 e STS 08A, destinados a granéis líquidos (especialmente combustíveis) no Porto de Santos. Os certames ocorrerão em 19 de novembro, na B3, em São Paulo.

Anac aprova conceder Congonhas e Santos Dumont

A diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai lançar sua sétima rodada de concessões aeroportuárias, incluindo os movimentados aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ). A disputa pode se tornar acirrada.

Alagoas vai sanear 61 cidades

Com o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o governo de Alagoas publicou o edital para concessões de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Os 61 municípios a serem atendidos serão divididos em duas unidades: bloco B (Agreste e Sertão) e bloco C (Litoral e Zona da Mata) que somam por volta de 1,3 milhão de pessoas, o equivalente a 39% da população.

Artigo de Aluizio Falcão Filho

Empresários não podem ficar só na queixa; precisam participar

Um dos mais tarimbados assessores do ministro Paulo Guedes gasta boa parte de seu tempo falando com empresários e criando uma ponte direta entre a pasta da Economia e o setor produtivo. Numa recente roda de conversa, ele se queixava da falta de participação do empresariado quando provocado para contribuir com ideias.

___________________________________________

Informe Publicitário

_______________________________________________

Instituto Mises

China, uma aberração keynesiana e mercantilista

Em seu artigo, Per Bylund demostra que o desenvolvimento chinês é insustentável em seu planejamento centralizado, pois mira quase exclusivamente os resultados do PIB. O país ensina uma lição sobre política econômica quase nunca fornecida nas salas de aula: a importância entre uma produção voltada à criação de valor e uma que apenas consome e destrói capital.

O componente mais fantástico: os preços

Donald Boudreaux mostra a estranha correlação entre um aumento da gasolina na década de 1970 e um maior consumo de chocolates. Ele questiona como recursos são alocados e como empreendedores sabem o que deve ser produzido e em qual quantidade. A resposta está no sistema de preços.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.