Document
PATROCINADORES

Novas concessões; ESG e saneamento; Jalapão; monotrilho até Cumbica; Fiol 1

O Boletim da Desestatização de MONEY REPORT mostra as iniciativas liberalizantes e modernizadoras para o ambiente de negócios

Debate

A volta das privatizações

O evento virtual MONEY REPORT “A retomada das privatizações” analisou o potencial das empresas e das concessões públicas que serão apresentadas na reta final dos atuais governos federal e paulista. Para tratar do assunto, Tarcila Reis, subsecretária de Parcerias da Secretaria de Projetos, Orçamento e Gestão do Estado de São Paulo, e Jorge Lima, secretário de Desenvolvimento do Ministério da Economia. O debatedor foi Fábio Barachat, CEO da Sinerlog, e o mediador, o publisher Aluizio Falcão Filho.

Concessões

Tocantins abre consulta para o Jalapão

O governo do Tocantins e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) abrirão consulta pública em 30 de setembro para que o projeto de concessão dos serviços públicos de turismo no Parque Estadual do Jalapão. O projeto considera a região das Dunas da Serra do Espírito Santo (imagem) e da Cachoeira da Velha, no Rio Sono, como os núcleos principais para fins de concessão e por contarem com suas situações fundiárias regularizadas.

Bamin vai escoar minério por 500 km de ferrovia na Bahia

A Bahia Mineração (Bamin) assinoum contrato de 35 anos para explorar um trecho de 537 quilômetros da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol 1, parte da da EF-334), entre Caetité, no sertão (ao lado e na imagem de destaque), e Ilhéus, no litoral. A ferrovia receberá investimentos privados de R$ 3,3 bilhões, sendo R$ 1,6 bilhão para o término do segmento, concluído em 75%. A expectativa é que a operação comece em 2025, com o transporte de mais de 18 milhões de toneladas, principalmente minério de ferro extraído da mina Pedra de Ferro. De início, serão 16 locomotivas e 1,4 mil vagões, com pelo menos 1,1 mil para minério. Até 2035, o volume poderá superar os 50 milhões de toneladas transportadas em 34 locomotivas e 2,6 mil vagões.

Campos de Uruguá e Tambaú serão oferecidos

A Petrobras iniciou o processo de venda da totalidade de sua participação nos campos petrolíferos de Uruguá e Tambaú, no norte da Bacia de Santos, entre 140 e 160 quilômetros de distância do litoral fluminense. Em 2020, a produção da área foi de aproximadamente 5 mil barris de óleo por dia e 918 mil m3/dia de gás. A exploração ocorre sob uma lâmina d’água que varia de 1 mil a 1,5 mil metros. O objetivo a estatal é concentrar seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas

Saneamento e abastecimento com critérios ambientais

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) assinou acordos de cooperação com oito associações privadas que atuam em projetos de saneamento básico, segurança hídrica e mobilidade urbana. O objetivo da iniciativa é estimular que essas empresas adotem critérios ESG (ambiental, social e governança, na sigla em inglês) para a execução os novos empreendimentos.

Monotrilho irá conectar CPTM a Cumbica

As obras do monotrilho de 2,6 quilômetros entre a estação Aeroporto Linha 13-Jade, da Companhia de Trem Metropolitano (CPTM), e os três terminais de passageiros do Aeroporto Internacional de Cumbica, o maior do Brasil, devem começar em janeiro. Batizado de PeopleMover, será responsabilidade concessionária GRU Airport e deve custar R$ 300 milhões. A ligação resolverá um dos maiores vexames do governo paulista, que por razões jurídicas, não conseguiu estender a linha até o fim, obrigando os passageiros a pegar um demorado e lotado ônibus no final.

Artigo

Desregulamentar melhorou o transporte na Europa

Uma singela viajem de ônibus entre Viena e Budapeste é usada pelo pesquisador econômico do Austrian Economics Center e membro do Hayek Institute, Kai Weiss, para demonstrar como serviços de qualidade a preços baixos apenas são possíveis quando há livre mercado.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.