Document
PATROCINADORES

Wajngarten será questionado por falhas na comunicação e fala sobre ‘ineficiência’ do Ministério da Saúde

O ex-secretário de Comunicação da Presidência da República Fábio Wajngarten será ouvido nesta quarta-feira (12) na CPI da Pandemia no Senado. Wajngarten deve ser cobrado principalmente pela ausência de campanhas publicitárias para alertar a população no início da crise sanitária, com informações sobre as medidas preventivas, o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social. Outro tema que deve ser abordado na oitiva tem relação com as iniciativas do governo para promover o chamado “tratamento precoce” – com a prescrição de medicamentos sem eficácia. O ponto esperado da audiência com Wajngarten será a participação dele nas tratativas fracassadas com a Pfizer para a aquisição de 70 milhões de doses da vacina contra a doença. Em entrevista à Veja, o ex-secretário apontou que houve “incompetência” e “ineficiência” nas negociações por parte do Ministério da Saúde, então comandado pelo general Eduardo Pazuello.

Por que é importante

O depoimento de Fabio Wajngarten é essencial para começar a esclarecer se houve omissão do governo na compra das vacinas contra o novo coronavírus

Quem ganha

Jair Bolsonaro. O ex-chefe da Secom tende a livrar o presidente de qualquer falha na processo

Quem perde

Eduardo Pazuello. O ex-ministro deve ser o principal alvo de Wajngarten

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.