PATROCINADORES

Holanda diz ter frustrado tentativa de ataque hacker russo a organização de armas químicas

Por Anthony Deutsch e Stephanie van den Berg

HAIA (Reuters) – Autoridades da Holanda frustraram, em abril, uma tentativa de agentes de inteligência russos de lançarem ataque cibernético contra a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq), informou o ministro da Defesa holandês, Ank Bijleveld, nesta quinta-feira.

Em coletiva de imprensa em Haia, Bijleveld pediu que a Rússia encerre suas atividades cibernéticas que visam “comprometer” as democracias ocidentais.

De acordo com o chefe da agência de inteligência militar da Holanda, quatro russos chegaram ao país no dia 10 de abril e foram pegos com equipamento de espionagem em um hotel localizado perto da sede da Opaq.

Na época, a organização estava trabalhando para identificar a substância utilizada em um ataque na cidade inglesa Salisbury contra o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia. A Opaq também tentava verificar qual substância havia sido usada em um ataque em Douma, na Síria.

Os quatro russos foram detidos na Holanda no dia 13 de abril e deportados, afirmou o general holandês Onno Eichelsheim, acrescentando que eles pretendiam ir a um laboratório em Spiez, na Suíça, para analisar amostras de armas químicas.

A inteligência militar russa “é ativa aqui na Holanda… onde estão muitas organizações internacionais”, disse.

(Reportagem de Toby Sterling)

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE930V0-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.