PATROCINADORES

Haddad diz que buscará unir democratas no 2º turno porque há muito em risco na eleição

SÃO PAULO (Reuters) – O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse neste domingo que buscará unir os democratas do Brasil na campanha do segundo turno da eleição presidencial, porque há muito em jogo nessa disputa, até mesmo o pacto da Constituição de 1988.

Haddad, que disputará o segundo turno da eleição presidencial contra o vencedor da primeira rodada neste domingo, Jair Bolsonaro (PLS), disse que sempre esteve do lado da legalidade e da democracia.

Numa clara alusão a Bolsonaro, que defende uma maior flexibilização no porte de armas, Haddad disse que defenderá o Brasil e seu povo com a força do argumento e não com armas.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu; Texto de Alexandre Caverni; Edição de Maria Pia Palermo)

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE9700K-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 3 =

Pergunte para a

Mônica.