PATROCINADORES

Governo ainda avalia aprovar parte da reforma da Previdência de Temer, diz Bebianno

BRASÍLIA (Reuters) – O governo do presidente Jair Bolsonaro ainda considera a hipótese de buscar a aprovação de parte da reforma da Previdência enviada ao Congresso pelo ex-presidente Michel Temer, disse nesta quarta-feira o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

“A reforma da Previdência do governo Temer é um avanço e seria um sinal positivo para o mercado”, disse o ministro a repórteres após cerimônia de transmissão de cargo no Palácio do Planalto. “É uma boa estratégia e ganharíamos tempo aprovando parte do texto da reforma que já está lá.”

Na véspera, Bebianno defendeu que o governo trabalhe a reforma da Previdência de forma fatiada, mas admitiu que é apenas uma hipótese e “não há martelo batido”. Já o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, defendeu que a reforma seja enviada como um só pacote.

Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, ainda não há uma decisão e o tema será tratado em uma reunião com Bolsonaro.

Um dos pontos da reforma de Temer que o atual governo considera buscar aprovação no Congresso é a questão da idade mínima, de 65 anos para homens e 62 para mulheres, que é avaliado como essencial para a reforma e que já está pronto para ir à votação na Câmara.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF010NB-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =

Pergunte para a

Mônica.