Document
PATROCINADORES

Toyota mantém patrocínio, mas desvinculará marca das Olimpíadas

Os Jogos Olímpicos de Tóquio vão ocorrer com um ano de atraso por causa da pandemia, mas o que deveria ser motivo de comemoração se tornou alvo de críticas da sociedade japonesa. Há descontrole no ritmo das infecções e as delegações de outros países que chegam ao Japão estão em risco e também podem disseminar novas cepas do coronavírus. Por isso, a Toyota não divulgará qualquer campanha relacionada ao torneio, mesmo sendo uma das principais patrocinadoras. O CEO da montadora, Akio Toyoda (abaixo), não comparecerá à cerimônia de abertura na sexta-feira (23).

CEO da Toyota, Akio Toyoda

A decisão da Toyota representa um golpe ao evento e uma desonra ao comitê organizador local, mesmo com a manutenção dos compromissos financeiros firmados com o Comitê Olímpico Internacional (COI) e o Comitê Paralímpico Internacional.

Outro duro golpe veio do imperador japonês Naruhito, que em 24 de junho afirmou estar preocupado com o aumento das contaminações. Mesmo sem poder político, sua opinião tem peso por ser uma figura respeitada pela sociedade.

Contaminações no Japão

  • 18 de junho: 1.636 casos novos
  • 18 de julho: 3.408 casos novos
  • Alta de 108,3%
  • Acumulado: 842 mil casos

Mortes

  • 18 de junho: 48 mortes novas
  • 18 de julho: 3 mortes novas
  • queda de 93,75%
  • Acumulado: 14.993 óbitos

Vacinação

  • Foram imunizados totalmente 21,7% da população até 18 de julho

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.