Document
PATROCINADORES

Toffoli mantém decisão do STJ que afastou Witzel do governo do Rio

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, rejeitou o pedido da defesa de Wilson Witzel (PSC) para suspender a decisão cautelar do STJ que determinou o afastamento dele do governo do Rio de Janeiro por 180 dias. Os advogados de Witzel argumentavam que a medida teria sido tomada sem a indicação de elementos concretos, específicos e contemporâneos que indicassem risco à instrução processual, além de sustentarem que foi suprimido o direito ao contraditório. Toffoli considerou que a análise do caso pela Corte Especial do STJ substituiu integralmente a decisão monocrática do ministro Benedito Gonçalves. Por ainda ter chance de recurso no próprio STJ, o presidente do STF entendeu que não havia mais motivo para o prosseguimento da ação na Corte.

Por que é importante

O recurso no STF era a última tentativa de Wilson Witzel de retornar imediatamente ao governo do Rio

Quem ganha

A Procuradoria-Geral da República, que investiga a participação do governador afastado em um esquema de corrupção na Saúde

Quem perde

Witzel, que ainda enfrenta um processo de impeachment na Alerj

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.