Document
PATROCINADORES

Temer é absolvido em investigação do caso Joesley Batista

A 12ª Vara Federal Criminal de Brasília (DF) absolveu o ex-presidente Michel Temer (MDB) da acusação de obstrução de Justiça no caso do diálogo com o empresário Joesley Batista, do grupo J&F. O episódio ficou conhecido pela frase “tem que manter isso, viu?”, que, segundo Joesley, era uma determinação de Temer para que a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB) continuasse. O ex-presidente foi denunciado em setembro de 2017 por Rodrigo Janot, então procurador-geral da República, mas o andamento da acusação foi barrado pela Câmara. O caso foi remetido para a primeira instância logo após Temer deixar o cargo. Na sentença, o juiz Marcos Vinícius Reis Bastos considerou as provas fracas e refutou a tese de que o ex-presidente teria incentivado Joesley a comprar o silêncio de Cunha.

Por que é importante

A delação de Joesley fez Temer balançar no cargo e perder capital político no Congresso, afetando a aprovação da reforma da Previdência, que estava em discussão na época

Quem ganha

O ex-presidente Michel Temer, que se livra de um processo

Quem perde

O ex-PGR Rodrigo Janot, responsável pela denúncia contra o emedebista

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.