PATROCINADORES

Senado arquiva investigação sobre suposta fraude em votação

O corregedor do Senado, Roberto Rocha (PSDB-MA), arquivou o procedimento interno instaurado para apurar uma suposta fraude na eleição para a presidência da Casa. Na ocasião, a primeira votação teve de ser anulada após se constatar que havia 82 votos na urna – um a mais que o número total de senadores. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o corregedor concluiu que não foi possível identificar quem teria depositado o voto extra. Rocha considerou ainda que algum parlamentar pode ter cometido um erro ao colocar dois votos na urna.

Por que é importante

O fato levantou suspeitas sobre uma possível tentativa de manipulação da votação

Quem ganha

O suposto fraudador, que ficará impune com o arquivamento do procedimento

Quem perde

O eleitor, que ficará sem saber quem foi o responsável pelo voto extra

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.