Document
PATROCINADORES

Se eleito, Alckmin vai extinguir Ministério do Trabalho

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, na segunda-feira (23), o ex-governador de São Paulo e pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que quer extinguir o Ministério do Trabalho, caso eleito presidente. Segundo o tucano, essa é uma das medidas que adotará em sua reforma do Estado e da máquina pública. Questionado por MONEY REPORT nesta terça-feira (24), em evento com empresários promovido pela Amcham Brasil, em São Paulo, sobre o fim do ministério, Alckmin confirmou o que disse antes. “Nem sei se o Ministério do Trabalho vai existir. Estamos estudando medidas para diminuir custos e definir atribuições. Mas, vamos sim reduzir fortemente o número de ministérios”, afirmou o tucano.

No evento, o tucano voltou a negar a volta da cobrança do imposto sindical, caso eleito presidente. “Não há hipótese alguma de voltar com esse imposto”, disse Alckmin, recebendo aplausos da plateia.

 

Por que é importante

O Ministério do Trabalho está envolvido em denúncias de corrupção envolvendo o deputado Paulinho da Força, do Partido Solidariedade, e Jovair Arantes, líder do PTB na Câmara. Os dois são acusados de cobrar propina para liberar registros sindicais

Quem ganha

A máquina pública. A redução do número de ministérios reduz a burocracia estatal

Quem perde

PTB e Solidariedade, partidos que fazem indicações políticas para compor o Ministério do Trabalho, além de Alckmin: manter essa posição pode provocar desgastes com dois partidos que apoiam sua candidatura

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.