PATROCINADORES

Rússia diz ter registrado a primeira vacina contra o novo coronavírus

Sob desconfiança dos especialistas, o presidente da Rússia, Vladmir Putin, anunciou nesta terça-feira (11) que o país registrou a primeira vacina do mundo contra o novo coronavírus. A proteção foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, de Moscou, após menos de dois meses de testes em humanos. Putin disse que a vacina foi capaz de criar uma resposta imune nos voluntários, incluindo uma de suas filhas. “Sei que é bastante eficaz, que proporciona imunidade duradoura”, afirmou o líder russo. As autoridades de saúde do país agora pretendem preparar uma campanha de vacinação em massa a partir de outubro.

Por que é importante

Ainda que seja uma notícia alentadora para controlar a pandemia do novo coronavírus no mundo, a vacina russa levanta dúvidas pelo fato de o país não ter publicado nenhum estudo ou dado científico sobre os testes que realizou

Quem ganha

A população russa, se a imunização se mostrar realmente eficaz

Quem perde

Os demais países, que ainda aguardam uma proteção segura e cientificamente comprovada contra a doença

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários