PATROCINADORES

“Resistirei”, diz Temer em artigo

O presidente Michel Temer (MDB) publicou nesta terça-feira (3) um artigo no jornal O Estado de S. Paulo para se defender das acusações de corrupção. No texto, intitulado de “Em defesa do Estado de Direito”, Temer falou sobre os direitos e garantias previstas na Constituição, distinção entre os Poderes e exaltou seu trabalho na recuperação da economia brasileira após o período de recessão. Ao tratar diretamente sobre as suspeitas que pesam contra ele, o presidente relembrou o episódio com o empresário Joesley Batista, em que foi gravado em uma reunião fora da agenda. Em seguida, Temer citou as prisões de pessoas ligadas a ele. “Para tentar obter provas levam à prisão, para depor, pessoas que estão à disposição para qualquer depoimento. As quais, aliás, já depuseram e, ao fazê-lo, desmentem a tentativa que setores pretendem praticar para incriminar o presidente da República. É uma atitude incompatível com os postulados básicos do Estado Democrático de Direito. Porque hoje não se aplica mais a letra da lei, mas disputam-se espaços para saber quem vai ganhar. Quem perde é o País e, tanto quanto ele, as liberdades individuais. Hoje é o presidente da República, amanhã será outro – e outros”, criticou no artigo. “Dirijo-me a todos para dizer que resistirei. Não apenas em função da minha honorabilidade, vilipendiada irresponsavelmente ao longo do tempo, mas, sim, em nome dos meus longos anos de aprendizado democrático e de culto ao Direito nos mais de 30 anos em que dei aulas de Direito Constitucional”, completou Temer.

Por que é importante

O presidente Michel Temer já foi alvo de duas denúncias da PGR - ambas recusadas pela Câmara. A Operação Skala, deflagrada na semana passada com autorização do STF, indica que o presidente poder sofrer uma terceira denúncia

Quem ganha

As denúncias contra Temer abrem caminho para Henrique Meirelles ser o candidato do MDB na disputa presidencial deste ano

Quem perde

Temer. A situação do presidente tende a ficar delicada quando ele perder o foro privilegiado com o término do mandato

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 2 =

Pergunte para a

Mônica.