Document
PATROCINADORES

PRTB nega entrada de Bolsonaro em nome da autonomia

O presidente Jair Bolsonaro, ainda sem partido para disputar a reeleição em 2022, não teve chance no PRTB – partido de seu vice, Hamilton Mourão. O presidente negociava não só a entrada, mas também o comando da legenda. As tratativas eram feitas com Aldineia Fidelix, viúva de Levy Fidelix, que negou a condição a Bolsonaro, aponta uma reportagem de O Estado de S. Paulo desta segunda-feira (17). De acordo com o jornal, em abril, uma semana após o falecimento de Levy, Bolsonaro recebeu no Planalto os três filhos do político, Levy Filho, Karina e Lívia, para discutir as condições de sua filiação.

Antes do PRTB, o PSL não quis Bolsonaro de volta. Ele deixou o partido em novembro de 2019, após desavenças com o presidente da sigla, deputado Luciano Bivar (PE). Com o insucesso, continua a frustração.

Auxiliares do presidente afirmam que não faria sentido ir para um partido pequeno e não tê-lo sob controle. Há negociações nos bastidores com o PMB, agora Brasil 35, e o Democracia Cristã (DC).

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.