Document
PATROCINADORES

Presidente do PSDB vê Tasso “como nome capaz de unir as forças políticas de centro”

O PSDB pretende realizar prévias já em outubro para definir seu candidato à Presidência da República em 2022. A expectativa é de uma disputa entre os governadores João Doria (São Paulo) e Eduardo Leite (Rio Grande do Sul). De olho em um consenso nacional, o presidente da legenda, Bruno Araújo, convidou o senador Tasso Jereissati (CE) para entrar na briga, segundo o jornal O Globo. Se há incertezas quanto a capacidade de articulação política de Doria e uma visão de que falta experiência a Leite, o dirigente tucano classificou Tasso como “um nome capaz de unir as forças políticas de centro em 2022”. Além de partidos do mesmo espectro, Araújo disse que o senador poderia atrair até Ciro Gomes (PDT), que foi seu sucessor no governo do Ceará em 1990.

Por que é importante

A movimentação para construir um nome de consenso na chamada 'terceira via' se dá com o propósito de lançamento de uma candidatura competitiva contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Lula (PT)

Quem ganha

Tasso Jereissati, que passa a ter a viabilidade testada

Quem perde

João Doria e Eduardo Leite. A fala do presidente do PSDB indica um certo desprestígio interno

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.