Document
PATROCINADORES

Prefeito é preso com R$ 500 mil que financiariam atos antidemocráticos

As manifestações bolsonaristas marcadas para 7 de setembro ganharam um novo desdobramento após a denúncia encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), sobre financiamento com dinheiro ilícito. O despacho foi feito nesta quinta-feira (2).

A informação chegou ao colegiado depois que a Polícia Federal (PF) deteve o prefeito de Cerro Grande do Sul (RS), Gilmar João Alba (PSL), conhecido como Gringo Loco (imagem). Ele foi flagrado o Aeroporto de Congonhas com R$ 505 mil em espécie ao tentar embarcar em um voo fretado para Brasília. A PF acredita que ele tenha envolvimento no finaciamento dos atos e também quer saber a origem do dinheiro.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.