PATROCINADORES

Planalto classifica investigação contra Temer de “ficção policial”

Documento da Polícia Federal encaminhado ao STF aponta indícios de que o presidente Michel Temer (MDB) teria recebido mesada de R$ 340 mil na década de 1990. A informação foi publicada nesta quarta-feira (6) pelo portal G1. A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência reagiu em nota oficial. “A investigação da Polícia Federal sobre o suposto benefício do presidente Michel Temer ao grupo empresarial Rodrimar entrou no terreno da ficção policial. Isso porque, na verdade, o decreto dos portos não trouxe nada em favor da empresa”, destacou o comunicado do Palácio do Planalto.

Por que é importante

O presidente Michel Temer é investigado no chamado inquérito dos portos, que tramita no STF, por suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na edição de decreto para prorrogar os contratos de concessão e arrendamento portuários, que teria beneficiado a empresa Rodrimar

Quem ganha

A PF, que busca estabelecer uma ligação histórica entre o presidente e a Rodrimar e o caso atual que está sendo apurado

Quem perde

Temer, que pode ser alvo de uma nova denúncia

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 16 =

Pergunte para a

Mônica.