PATROCINADORES

PGR: “Justiça que tarda é falha”

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou nesta terça-feira (3) que o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula no STF será um dos mais importantes da história da corte. “Porque ele vem na esteira de uma modificação da Constituição brasileira e do novo Código de Processo Civil na expectativa de garantir resolutividade ao sistema criminal do Brasil”, comentou a PGR. Dodge classificou como “exagero” a possibilidade de execução da pena após esgotados todos os recursos em todas as instâncias da Justiça. “Este exagero aniquila o sistema de Justiça exatamente porque uma Justiça que tarda é uma Justiça que falha”, disse Dodge.

Por que é importante

O plenário do STF analisa nesta quarta-feira um pedido de habeas corpus da defesa de Lula que busca impedir que o ex-presidente seja preso antes de esgotados todos os recursos em todas as instâncias do Judiciário contra a condenação a doze anos e um mês de prisão imposta pelo TRF-4

Quem ganha

A força-tarefa da Lava Jato. Raquel Dodge reforça a pressão para que o STF determine que Lula pode começar a cumprir a pena imediatamente

Quem perde

O STF. A corte será criticada e sairá dividida do julgamento independente do resultado

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 19 =

Pergunte para a

Mônica.