PATROCINADORES

PGR diz que Pezão tinha esquema próprio de corrupção

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apontou um fato novo para pedir a prisão do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB). Segundo Dodge, Pezão tinha um esquema próprio de corrupção. Ele deu continuidade e passou a liderar a organização criminosa estruturada pelo ex-governador Sérgio Cabral. Há registros documentais que Pezão teria recebido mais de R$ 25 milhões em espécie em pagamentos feitos entre 2007 e 2015. Além disso, a PGR argumentou que, mantido no cargo, o governador poderia dificultar ainda mais a recuperação dos valores, além de dissipar o patrimônio adquirido em decorrência da prática criminosa.

Por que é importante

Luiz Fernando Pezão foi preso nesta quinta-feira (29) pela Polícia Federal na Operação Boca de Lobo, desdobramento da Lava Jato

Quem ganha

A PGR, que teve o pedido para que o governador fosse preso atendido pelo STJ

Quem perde

Pezão, que está sendo investigado por corrupção

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × um =

Pergunte para a

Mônica.