Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

PGR defende arquivamento de inquérito contra Aécio Neves

PGR defende arquivamento de inquérito contra Aécio Neves

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu nesta terça-feira (11) o arquivamento de um inquérito contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) no STF. O tucano foi acusado de ter maquiado dados do Banco Rural entregues à CPI dos Correios, em 2005. O inquérito teve como base a delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral. Ao pedir o arquivamento, Dodge argumentou que “a autoridade policial não recolheu provas ou elementos de convicção suficientes para corroborar as declarações do colaborador e permitir a instauração da ação penal”. “Além disso, ante o tempo decorrido desde o ano 2005, quando os fatos teriam ocorrido, a autoridade policial não vislumbra outras diligências que lhe permitam elucidar os fatos e sua autoria, além das diversas medidas já adotadas, que eram potencialmente úteis ao avanço da apuração, mas não desvendaram os fatos em sua inteireza”, acrescentou a PGR.

Por que é importante
Com a manifestação da PGR, a tendência é que o relator do caso no STF, o ministro Gilmar Mendes, determine o arquivamento do inquérito
Quem ganha
Aécio Neves
Quem perde
A Polícia Federal, que defende que o tucano vire réu no caso

Envie seu comentário

2 + 16 =