Document
PATROCINADORES

PF quer investigação contra Toffoli por suposta venda de decisões

A Polícia Federal pediu ao STF a abertura de um inquérito para investigar a suspeita de pagamentos ao ministro Dias Toffoli pela suposta venda de decisões. Segundo a coluna Painel, na Folha de S. Paulo, a solicitação tem como base a delação de Sergio Cabral. O ex-governador do Rio de Janeiro apontou em seu acordo de colaboração que Toffoli teria recebido R$ 4 milhões para favorecer dois prefeitos fluminenses em processos no TSE. O magistrado integrou a corte eleitoral entre 2012 e 2016. Os repasses teriam sido feitos via escritório da mulher do ministro. O relator do caso no Supremo, ministro Edson Fachin, encaminhou o pedido da PF para a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestar. Em resposta ao jornal, Dias Toffoli disse não ter conhecimento dos fatos mencionados e que jamais beneficiou qualquer pessoa ou recebeu valores ilegais no exercício de suas funções.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.