PATROCINADORES

PF aponta necessidade de quebrar sigilos de Dilma

Laudos realizados por peritos criminais da PF confirmaram o pagamento de propina de 15 milhões de dólares a agentes públicos no caso da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, que gerou prejuízo para a Petrobras. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, com base nas informações, os peritos apontaram a necessidade da quebra dos sigilos bancário e fiscal das pessoas que participaram da tomada de decisão, como a ex-presidente Dilma, que na época comandava o Conselho de Administração da estatal.

Por que é importante

A compra da refinaria de Pasadena ocorreu em 2005, durante o primeiro governo Lula, em duas prestações no valor total de US$ 1,179 bilhão

Quem ganha

Para a PF, o objetivo é “prosseguir as análises e verificar a extensão das responsabilidades e/ou benefícios indevidamente obtidos ou eventualmente prometidos”, informou a Folha

Quem perde

O laudo indica que o negócio teve um ágio de US$ 741 milhões, “cerca de 783% acima do valor de avaliação dos ativos nas condições em que se encontrava” a refinaria

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + dezenove =

Pergunte para a

Mônica.