Document
PATROCINADORES

Partidos definem integrantes da CPI da Pandemia no Senado

Os blocos partidários do Senado apresentaram na quarta-feira (14) os nomes dos parlamentares indicados para compor a CPI da Pandemia, instalada para apurar as ações e supostas omissões governo no enfrentamento à crise sanitária e o repasse de verbas federais. As escolhas ainda precisam ser lidas em plenário para serem confirmadas – e podem ser alteradas até que seja feita a leitura. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não definiu ainda a data da primeira reunião do colegiado, quando serão escolhidos, entre os membros titulares, o presidente e o relator. Segundo Pacheco, esse encontro será presencial, mas a partir daí a comissão poderá discutir o formato dos seus trabalhos.

Confira os nomes

Titulares: Eduardo Braga (MDB-AM), Renan Calheiros (MDB-AL), Ciro Nogueira (PP-PI), Omar Aziz (PSD-AM), Otto Alencar (PSD-BA), Tasso Jereissati (PSDB-CE), Eduardo Girão (Podemos-CE), Marcos Rogério (DEM-RO), Jorginho Mello (PL-SC), Humberto Costa (PT-PE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Suplentes: Jader Barbalho (MDB-PA), Luis Carlos Heinze (PP-RS), Angelo Coronel (PSD-BA), Marcos do Val (Podemos-ES), Zequinha Marinho (PSC-PA), Rogério Carvalho (PT-SE) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

Por que é importante

A CPI da Pandemia pode se transformar em um manancial de problemas para o Governo, dependendo do teor das eventuais denúncias

Quem ganha

A Oposição, que terá palco para criticar a atuação da administração federal no combate à pandemia

Quem perde

O governo e, em especial, o presidente Jair Bolsonaro

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.